Free Software with a Female touch

Shitting on voting machines

January 3rd, 2006

The brazilian voting system is already internationally known for being 100% eletronic and insecure, for sure. Since the elections in 1996 they start to implement a system, completly proprietary, to do electronic voting in which we dont’t have, for instance, the right of recounting the votes, because there’s no printed version of our votes. It’ s completly automated! Besides, You cannot even know if you really had participated in an anonymous voting because they type your elector number just before go to the machine and type your vote. It’ s really easy to know who votes to who.

The government in Brazil managed to do it in a way that all the people are really proud of being the country where the voting process is 100% eletronic. Wow! Even knowning that people still die hunger in the poorest regions in Brazil….clap clap clap! Milions of reais spent in an eletronic-proprietary-insecure-antidemocratic systems.

Now they are giving us the favor of improving the idea: they are opening a licitation to buy more voting machines and adapt the old ones (around 400 thousand) with a new feature: fingerprint scanner devices. They would collect the initial fingerprints in the next elections, and then in the voting after that, we’d not need to bring our “titulo de eleitor” (elector ID) to get recognized by the super new system.

In a discussion mailing list in Brazil, one guy questioned how it would be if the system for any reason cannot recognize the person by the fingerprint. Another guy gave a suggestion that I think was just fantastic: in case of not being able to recognize someone, they would ask this person to shit in a super shit identifier machine connected to the system! You know, just as a contingency 😉

I cannot avoid on imagine big lines of people going to the government in order to have their figerprints collected and then passing in a toillet to drop the “contingency”.

Novidades na FSFLA

December 30th, 2005

Boletim #5

Dezembro de 2005

Durante as 5tas. Jornadas Regionales de Software Libre, realizadas em Rosário, Argentina, os membros fundadores da FSFLA – Fundação Software Livre América Larina deram os primeiro passos formais para a constituição jurídica e legal da Fundação que se soma a rede de Fundações Software Livre (FSFs).

Em sua Assembléia Geral, o Conselho de Administração designou Federico Heinz para o cargo de Presidente, Alexandre Oliva para Secretário e Beatriz Busaniche para Tesoureira, constituindo assim o Conselho Executivo da Fundação. Os demais membros do Conselho de Administração são Enrique A. Chaparro, Mario M. Bonilla, Fernanda G. Weiden e Juan José Ciarlante.

O Presidente da FSF Europa, Georg Greve, esteve presente no lançamento da nova organização.

FSFLA é a quarta Fundação Software Livre (FSF) da rede, iniciada em 1985 com a Fundação Software Livre fundada por Richard M. Stallman, da qual já fazem parte as Fundações Software Livre Europa e Índia.

Próximos passos

Nos próximos dias, a equipe fundacional da FSFLA apresentará os papéis legais aprovados na Assembléia em Rosário para as autoridades argentinas, o que dará início ao processo de registro de pessoa jurídica e estabelecimento legal da FSFLA. Este processo pode levar vários meses e inclusive resultar em alguma mudança nos estatutos aprovados na Assembléia. A documentação que se apresentará as autoridades inclui o Estatuto, um Plano Trienal e a Ata Fundacional assinada pelos membros da FSFLA em Rosário.

Agradecimentos

A Equipe da FSFLA gostaria de agradecer o apoio da comunidade Software Livre, e muito em particular ao Grupo de Usuários de Software Libre da cidade de Rosário e a Associação de Novas Tecnologias, encarregados da organização das 5tas. Jornadas Regionales de Software Libre, e a todas as pessoas que se aproximaram durante as Jornadas para colaborar na redação dos documentos fundacionais da FSFLA. Este agradecimento se amplia aqueles que não estiveram presentes em Rosário, mas realizaram aportes valiosos através da lista de discussão da FSFLA.

FSFLA deseja fazer um agradecimento especial ao Presidente da FSF Europa, Georg Greve, que nos acompanhou durante as Jornadas de lançamento da FSFLA e foi encarregado de dar as boas-vindas a nova organização em nome da rede de FSFs.

Também gostaríamos de agradecer a Aurélio A. Heckert pelo desenho do primeiro logotipo da FSFLA. O sítio do Aurélio é: http://gnosislivre.org/twiki/bin/view/Aurium/WebHome

Equipes de trabalho

Lembramos a quem deseja integrar as primeiras equipes de trabalho que para participar basta enviar um e-mail a info@fsfla.org com o nome da equipe que deseja participar no assunto do e-mail. Basta especificar no assunto [traductores], para quem for se inscrever no grupo de tradução, e [sitio] para aqueles que quiserem participar da formulação e desenho do sitio web.

Eventos

GNU/Linux Day

Alexandre Oliva, Secretário da FSFLA, participou no dia 26 de novembro do GNU/Linux Day em Americana/SP, Brasil. FSFLA agradece especialmente a doação recebida por parte dos organizadores do evento, que também concordaram em corrigir o nome do evento na última hora de Linux Day para GNU/Linux Day. http://www.portalcon.com.br/linuxday/

Federico Heinz no México

Convidado pela Oficina México, Centro América e Caribe da Fundação Heinrich Boell, o eleito Presidente da FSFLA participa de uma intensa semana de trabalho, de 27 de novembro a 03 de dezembro no Distrito Federal do México. Federico possui várias reuniões de trabalho agendadas com diferentes setores governamentais, acadêmicos e com organizações sociais, enquanto participa do lançamento do livro “¿Un mundo patentado? La privatización de la vida y el conocimiento” juntamente com Silke Helfrich da Fundação Boell, Alejandro Calvillo, Diretor do Greenpeace México e Silvia Ribeiro, pesquisadora do Grupo ETC.

Lacfree 2005

Durante o evento que se realizará entre 5 e 8 de dezembro em Recife e Olinda, Brasil, acontecerá uma sessão de trabalho da rede das FSFs que contará com a presença de representantes da FSF Europa, Índia e América Latina. Estarão presentes Georg Greve (FSFE), G. Nagarjuna (FSFI), Federico Heinz, Fernanda Weiden, Alexandre Oliva, Mario Bonilla e Beatriz Busaniche (FSFLA).

Workshop Cearense de Software Livre e Mobilidade

Em 13 de dezembro, Alexandre Oliva, Secretário da FSFLA, participará do painal “Software Livre e Mobilidade: Estamos rumo à convergência?” e também apresentará sua palestra “Uma Mente Brilhante Encontra o Software Livre: Teoria dos Jogos, Competição e Cooperação” http://www.larces.uece.br/wcslm/home.php

Microsoft, as “Conclusões de Viena”, e a Cúpula Mundial da ONU

November 26th, 2005

Tradução livre da notícia publicada em: http://www.heise.de/english/newsticker/news/66619

As Conclusões de Viena escritas para a Cúpula Mundial da Sociedade da Informação (WSIS) foram apresentadas em uma versão editada em Tunis: Digital Rights Management (DRMs) foram iseridas nos trechos onde originalmente se falava de Software Livre.

Veio a tona que estas mudanças foram feitas por solicitação de Thomas Lutz, um membro do board da Microsoft Austria, e a representante do ÖVP Carolina Felzman, quem também comanda de uma empresa de relações públicas e lobby. O Chanceler da Austria publicou o texto apresentado em Tunis. Seu escritório ainda deve responder ao pedido de esclarecimento feito pelo heise online no último domingo.

Sob o título ICT + Creativity (TIC + Criatividade), o Chanceler austríaco Wolfgang Schüssel (ÖVP) enviou convites no último mês de junho para uma conferência internacional para a CMSI. Microsoft foi um dos patrocinadores. Em vários painéis sobre diversos assuntos, experts promoveram debates, que tiveram seus resultados protocolados em um texto aprovado por todos. Estes textos seriam publicados coletivamente como Conclusões de Viena. Um dos painéis foi chamado de “Digital Rights / Creative Commons” (Direitos Digitais / Creative Commons). Nii Narku Quaynor, então CEO da empresa Network Computer Systems Limited de Ghana e representante africano no ICANN, coordenou o painel. Ralf Bendrath, cientista político da Universidade de Bremen e monitor do processo da CMSI para a Fundação Heinrich Böll, participou do painel. Outros participantes incluíram Georg C. F. Greve da Free Software Foundation Europa (FSFE), Richard Owens da Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI), Georg Pleger do Creative Commons Áustria, e Peter Rentasa do Centro de Informação sobre Música – Áustria (mica).

Bendrath e Greve se chocaram quando viram as brochuras distribuídas em Tunis (arquivo PDF) “alegando” conter as Conclusões de Viena. No lugar do texto original, eles leram uma versão muito diferente em alguns aspectos substanciais. Para começar, não teve conversa nenhuma sobre o “sucesso do Software Livre”. Além disso, o significado da sessão que discutiu a mudança entre conteúdo e trabalhos digitais para serviços baseados neles também foi modificado.

A declaração de que software deve ser visto como a tecnologia cultural da sociedade digital deu lugar a “uso prático e simplificado de software”. Da mesma forma, os dois seguintes trechos apareceram do nada: “Produtos comerciais trazem a inovação para as massas em todo o mundo”; e “Para garantir a continuidade da inovação, o desenvolvimento de Digital Rights Management (DRM – Gerência de Direitos Digitais) deve se manter voluntária e guiada pelo mercado”.

À primeira vista, isto pode soar como amigável ao consumidor, mas na realidade é uma cutucada contra a tentativa da UE em regulamentar as DRMs. “DRM não tem nada a ver com inovação. O rootkit da Sony também mostrou que não existe nada voluntário em DRM”, argumenta Greve. “Em Tunis, nós tentamos conversar com os austríacos (sobre o texto alterado). Mas eles estavam muito ocupados celebrando o ´Prêmio da Cúpula Mundial´ e seu financiamento com os patrocinadores.”

Quando o programa de televisão ORF futureZone publicou sobre o assunto, o professor de mídia Dr. Peter Aurelius Bruck — editor-chefe da brochura publicada pelo Chanceler asutríaco — começou a participar do fórum de discussão online. Ao mesmo tempo em que Bruck não negou que tenham sido feitas alterações, mas acusou os jornalistas da ORF de “confundir o público”. Depois da conferência dirigida por ele, ele lançou um blog público onde os textos poderiam então ser discutidos. Mas Greve e Bendrath dizem que nenhum dos participantes do painel foi informado sobre este blog. De fato o blog contém três posts sobre o conteúdo das Conclusões, duas dessas sobre o painel Digital Rights / Creative Commons.

Em 27 de setembro, três dias antes de o blog ser fechado conforme anunciado, apareceu a entrada “Comentários da Microsoft Corporation”, assinada por “Thomas Lutz, Manager Public Affairs Mitglied der Geschäftsleitung Microsoft Österreich GmbH”. Ele propôs que todas as partes do texto que falavam sobre o sucesso do Software Livre ou da mudança entre venda de conteúdo e trabalho digital em direção a serviços baseados neles fossem deletadas. Microsoft achou que estas partes não deveriam ser mantidas porque o objetivo do Software Livre é que se torne impossível ganhar dinheiro com software. “Isto é absurdamente estúpido e sem sentido que não existe razão de comentários sobre isso”, Greve comenta em seu blog: “É somente outro monopolista tentando manter o seu monopólio tentando prevenir a liberdade de mercado – que é o que o Software Livre busca em realidade”.

As mudanças que a Microsoft propôs foram aceitas sem que os membros do painel fossem consultados. Microsoft também teve a sentença “inovação através de produtos comerciais” adicionada no texto. Em 05 de outubro, poucos dias depois do fechamento do blog de Bruck, a parlamentar do partido ÖVP, Carina Felzmann postou sobre sua capacidade como líder da empresa de Relações Públicas e Loby CoxOrange e como Chairwomen da Associação creativ wirtschaft austria, da qual faz parte IFPI, a Associação da Indústria Musical Austríaca. O post dela continha sentenças sobre DRM.

No retorno de Tunis, Greve disse que “O painel agora está discutindo internamente se eles farão um pronunciamento conjunto sobre o ocorrido ou tomarão outras medidas”. “Eu sinto que esta seja a melhor solução porque as Conclusões de Viena eram um esforço colaborativo”. E enquanto alguns membros do painel discutem entre eles o que deve ser feito, heise online ainda aguarda por um pronunciamento sobre a questão vinda do Chanceler austríaco, quem foi requisitado sobre o assunto.

(Daniel AJ Sokolov) (Craig Morris) / (jk/c’t)

Birth of FSFLA

November 25th, 2005

During the 5tas Jornadas Regionales del Software Livre, that took place in Rosario, Argentina, the founding members of FSFLA Free Software Foundation Latin America took the first formal steps to the Foundation’s legal constitution, joining the network of Free Software Foundations.

During its Founding Assembly, the Council of Administration of FSFLA designed as President Federico Heinz, as Secretary Alexandre Oliva and Beatriz Busaniche as Treasurer, constituting the Executive Council of the new organization. The other members of the Council of Administration are Enrique A. Chaparro, Mario M. Bonilla, Fernanda G. Weiden and Juan José Ciarlante.

The official launch of the new organization was attended by the President of Free Software Foundation Europe, Georg Greve.

FSFLA is the fourth Free Software Foundation in the network, started in 1985 with the Free Software Foundation by Richard M. Stallman, later joined by Free Software Foundation Europe and India.

Joining you

November 1st, 2005

Today is the first day of work on organizing my stuff here in Brazil in order to move to Zurich.

I’m a bit sad about being not close anymore (at least physically) of my friends of FSFLA, but also it’s exciting to know that I’ll be joining another group. Usually I don’t unjoin the groups I enter, so I plan to keep working mainly to FSFLA, but it will be impossible to not participate and get involved on FSFE activities.

I hope to meet you folks around there to get some beers and share experience on how to help to save the world 🙂

New article and other stuff..

September 11th, 2005

Pamela Jones just published today one article written by me about women in Free Software at Groklaw.

Well, after a long time without post anything here, I’m back. I promisse that it will not take so long until I post here a bit more of my crazy thinks and adventures.

After a weekend with people (the psl’s server) in maintance, I’m finishing to put my personal website back online, and few more websites which I maintain.

Loooooong day doing that, now I think I’ll go bed (actually I’m seated on my bed right now). Ok, go sleep then.

Back to Sao Paulo…

July 17th, 2005

Finally I’m back home after 25 days in Germany. No words to say how cool was my trip.

I would like to thanks all the FSFE people for being so cool with me during LinuxTag. I really hope that FSFLA will have a really united team as you have. Well, we are working for it…

Also, my time in Hamburg was really, really great. The Hamburg’s channels were really great, 200Km/h in the Autobanh by motorcycle also cool.

I really enjoyed each of all the minutes I spent there.

Europe is just like we see in movies here. Everything is so organized that made me feel looking to a picture, or watching a movie. And clean! Well…excluding the ice cream guy caring the waffer without protection in the hands and caring the money with the same hand (bleh!).

Besides, here in Brazil…Ministers being changed, Paulista Ave completly destroyed after a football game last week (and the team won the competition), workers party having their directors changed. I don’t need to talk about traffic jam and polution, do I?

I really hope to have the opportunity to move to Recife, Salvador or any other city where the sea would make me forget about the problems around 🙂

Now, time to organize the stuff to get the flight to Ottawa tomorrow. Next adventure: Ottawa Linux Symposium.

Women and Free Software Meeting in Montreal

July 17th, 2005

I had the opportunity to meet some people from Montreal last FISL, and then I told them I would be going to Ottawa this month. Well, they organized a Women and Free Software Day in Montreal, next 24th. I really liked the press release, in which they say being planning to start a PSL Mulheres like group in Montreal.

That would be really, really great!

*Women and Free Software*

On Sunday July 24th 2005, Fernanda Weiden will be of passage in Montreal to open a meeting on the topic of “Women and Free Software”. The event will be organized by FACIL, pour l’appropriation collective de l’informatique libre, the Koumbit network, the Laboratoire de Communication Médiatisée par Ordinateur (LabCMO) and Communautique.

The coming of Fernanda Weiden, activist within the Free Software community in Brazil since 2002, has inspired the topic of this conference. Involved in organizing the first women and free software meeting of Brazil in 2003, she has since founded “Projeto Software Livre-Mulheres”, a project having the objective to work along organizations of women in order to debate their needs and their participation in the domain of information and communication technologies (ICT) and particularly of free software. Her contribution falls under a process of social integration in the field of free software in Brazil. Her participation in the Debian project (GNU/Linux distribution) and in the “Free Software Foundation of Latin America” will open the meeting on her experience in Latin America.

This event is actually the first step of a medium term objective to create a “Women and Free Software” collective in Montreal. This will be an occasion to gather the people of Quebec interested to participate in its creation. During the presentation, the participants will have the opportunity to determine the stakes of free software through these topics: women and the development of free software, women and the access to training for ICT, social and digital integration, participative uses (network citizens and solidarity) and appropriation models of free software, concerns of the social environment and paradigms of local development. The presentation will be followed by a roundtable where our guests invested in different domains (development, education and IT in Quebec) will share their experience. There will also be a discussion and presentation of books and documents about free software.

The “Women and Free Software” day will be held on Sunday July 24th 2005, between 12h and 16h. The meeting will take place at the Café Utopik, 552 Sainte-Catherine East near Berri-UQAM metro. For more information, please visit the website of the event:

http://femmes.informatiquelibre.info

This event will be also the occasion to discuss the workshops and presentations for the SQIL, Semaine Québécoise de l’Informatique Libre, which will be held between November 12th and 20th 2005:

http://sqil.info

Lia Talbot: 514-948-6644 #227 Рlia@communautique.qc.ca; Val̩rie Dagrain: 450-646-7522 Рvdagrain@free.fr

GNU/LinuxTag Pictures v.2

June 28th, 2005

Just putted my GNU/Linuxtag’s pictures in a web album….enjoy!

nanda’s pictures

GNU/LinuxTag Pictures v.1

June 27th, 2005

The funniest thing after a Free Software Meeting are the pictures…Bea just sent me her GNU/LinuxTag’s pictures.

Well…i have to say that I’m still wondering why Fede was looking so sad when Georg(aka “The Colonialist”) was talking about the FSF’s network…

More URLs comming soon…